Para conteúdos exclusivos Iniciar sessão Registe-se

O bom filho à casa torna



Perspicaz, envolvente e versátil – é assim que David Xavier se descreve enquanto profissional. O reconhecido hairstylist está de regresso à Alfaparf Milano e esta não é a única novidade na sua vida profissional...





HAIRSTYLIST DE GEMA

Foi com apenas 15 anos que David Xavier manifestou interesse pelo mundo dos cabelos. Começou por dar os primeiros passos no salão da mãe, que se situava no Centro Comercial Santo Amaro, no Miratejo, e onde secretamente desenvolvia a sua técnica. “Tirava as chaves do salão da minha mãe às escondidas e ia para lá com os meus amigos, experimentávamos cortes, colorações e penteados que aprendia só de observar”. David revela que aprendeu o “ballet clássico dos cabelos” ao presenciar o trabalho da sua mãe, Júlia Xavier, e da colega e amiga Cidália Costa.
Após todos os ensinamentos no salão da mãe, David investiu em cursos do Núcleo de Técnicas Avançadas, onde teve como professores o Miguel Garcia, a Lauren Ferreira e a Dora Monteiro. Foi precisamente num desses cursos que Dimitri Mazzolini – atual Managing Director Ibérico da Alfaparf Milano – o integrou na equipa de estilistas da marca. E é a partir daqui que as suas formações, proporcionadas maioritariamente pela Alfaparf e pelo próprio Dimitri, se centram, sobretudo, no estrangeiro: Londres, Madrid, Barcelona, Sevilha, Valência, Milão, Bréscia e Roma.
David esteve ligado à marca profissional italiana durante nove anos, entretanto o seu percurso levou-o a desempenhar os papéis de embaixador e formador da Schwarzkopf Professional, onde teve também “a oportunidade de percorrer algumas escolas de renome internacional, como foi o caso de aprender a colorir com os Xpression, um grupo de criativos espanhóis de influência alemã”. Teve ainda “uma breve passagem pela L’Oréal Professionnel” e, para além da ligação que foi tendo com diversas marcas do setor, David aprendeu muito com a “experiência em campo”. “No salão com as minhas equipas e clientes, nas produções que fiz para revistas, espetáculos, teatros, televisão, cinema e publicidade. Destas produções, creio que se destacam Perrier, Cartier, Gio Rodrigues, Playboy, Lux Woman, Caras, Dança com as Estrelas, Vogue Brasil, Elle Arábia, entre outras”, esclarece.


UM ETERNO APAIXONADO PELA PROFISSÃO




David Xavier confessa que “a carreira de cabeleireiro só se pode construir através da paixão”. Os motivos que o fazem ser um eterno apaixonado pela profissão passam pelo facto desta estar em constante mudança, o que exige de cada cabeleireiro uma atualização quase permanente, e o poder que tem em dar confiança a quem o procura, “muitas vezes não temos essa noção, mas o cabelo é muito importante na vida de qualquer pessoa. Afinal, é a moldura do rosto”, defende David.


Como tem sido a experiência de voltar a trabalhar com a Alfaparf Milano?

Voltar à Alfaparf Milano é como voltar à casa dos pais, sempre foi a “minha casa”. Foi a marca que apostou em mim e me colocou à frente de muitos dos seus projetos e iniciativas, quando tinha apenas 19 anos.
As minhas certificações internacionais foram quase todas proporcionadas e pagas pela Alfaparf Milano e isso conta muito sobre aquilo que somos para as pessoas desta empresa. Apostou em mim e estou grato a quem o fez, sobretudo ao Dimitri Mazzolini.
Durante os nove anos que estive na Alfaparf Milano, tive a oportunidade de conhecer e de trabalhar com grandes nomes do universo de profissionais existentes na empresa. Eliabe Moreira, Yolanda Mestres, Maria Grimaldos, Daniel Gago, Ramiro Mata, Samuel Luna e Ruben Ugarte são nomes referência que me suscitam inspiração. É na Alfaparf que estão as minhas bases, tal como estão na minha mãe e na colega Cidália.
Depois de um interregno de sete anos, em que andei por outras experiências e por outras aprendizagens, estou de volta. Um regresso que começou a ser preparado em setembro de 2020, a propósito dos 40 anos da Alfaparf. Numa tarde de verão, a Paula Gonçalves, comercial da marca e minha amiga, entrou de surpresa no meu salão de Lisboa e disse-me que tinha uma prenda do Dimitri para me dar. Era um kit comemorativo dos 40 anos com a gama Semi Di Lino Curls. Em dezembro, o diretor-geral Miguel Ângelo, marcou uma reunião e apresentou-me uma proposta de carreira e comercial. E eu aceitei.
A Alfaparf Milano conhece-me bem. Desde o polo português, ao espanhol, ao italiano ou até ao brasileiro, todos eles me conhecem e sabem como gosto de trabalhar. Tenho na Alfaparf gente que me viu crescer, como é o caso da Paula Gonçalves, da Christine Silva, da Fernanda Dourado, da Eugénia ou do Dimitri Mazzolini.
Apesar de ter saído da marca há quase oito anos, acompanhei sempre a sua evolução, conheço quase todos os produtos, desde os técnicos ao cuidado capilar. Para além do reconhecimento do produto de excelência que é, há uma ligação sentimental à marca. E assim, em janeiro deste ano, voltei à Alfaparf. Têm sido momentos intensos e desafiantes, a equipa é quase toda nova e os tempos também, por isso, estou a agarrar este desafio de uma forma bastante empenhada.







Sente alguma diferença entre o primeiro contacto que teve com a marca e agora?

Se não sentisse nenhuma diferença, positiva está claro, nunca teria abraçado este convite feito pela Alfaparf Milano.
Tal como eu, ao longo dos sete anos que estive ausente, a Alfaparf foi trilhando o seu caminho e assumiu outra maneira de estar no mercado, e isso agradou-me. Se há dez anos os produtos já eram de qualidade extrema, agora é inquestionável. A Alfaparf está taco-a-taco com as grandes marcas do setor e isso é algo que me enche de orgulho. Além disso, o packaging está melhorado e atual, e o mais importante, garante resultados de excelência!
É notório quando comparo com o que conhecia há 15 anos da marca. Nos últimos dois ou três anos, apostou na digitalização e está cada vez mais perto de nós profissionais, ajudando-nos nos novos desafios societários que estamos e vamos enfrentar.
A Alfaparf está a crescer e eu quero contribuir para esse crescimento e evoluir com ela.





Descreva a coleção “In Between” em três palavras.

Versátil, dinâmica e jovial.


“IN BETWEEN” NASCE DE UMA NECESSIDADE DE TRANSFORMAÇÃO

Um projeto que integra fortes inspirações na Pop Internacional dos anos 2000, que abraça cortes desconexos, mas harmoniosos; cores fortes, mas elegantes; styling conexo, mas glamoroso.
A Lisboa antiga, onde está localizado o Atelier Chiado Hair Salon, serve de cenário para toda a coleção – e claro que não podia ser noutro local.
A dicotomia de Lisboa é como a “In Between” – a cidade vive sempre num antagonismo entre o passado e o futuro, tal como a coleção interpreta o comercial e o alternativo; o passado inspirador e a moda atual.





“In Between” é resultado do esforço e da solidariedade de vários amigos que participaram no desenvolvimento da coleção: desde os cabelos, à maquilhagem, à fotografia, ao vídeo, aos conteúdos, ao styling de roupa, às modelos – essenciais para este trabalho. E claro, sem o apoio da Alfaparf Milano esta coleção não tinha ido para a frente.


 


Artigos Relacionados

A Haute Coiffure Française está de volta a Portugal
Cabelos
A Haute Coiffure Française está de volta a Portugal
Fernando Karvalho assume a direção
Ver
Uma paixão pelo mundo dos cabelos
Cabelos
Uma paixão pelo mundo dos cabelos
Conheça o percurso profissional de Célia Ferreira
Metal Detox
Cabelos
Metal Detox
O poder da glicoamine
Fechar Registe-se
Fechar